• Ricardo Sanfer

A pirâmide de Maslow e sua contribuição ao Coaching

A teoria da hierarquia de necessidades de Maslow indica que nossa satisfação depende muito do que se parece com uma escada de realizações na vida. E isso tem tudo a ver com Coaching.

No decorrer dos anos muitas teorias foram geradas na área médica e da psicologia, e uma das teorias que mais impactaram a sociedade foi a Pirâmide de Maslow, muito abordada em cursos de administração, gestão e psicologia, e nos processos de coaching.


Abraham Maslow (1908-1970) trabalhou como pesquisador de primatas e começou a ser reconhecido pelo seu trabalho. Em 1934 ele obteve o seu doutorado em psicologia e escreveu seu primeiro artigo teorizando a motivação humana na Psychological Review, em 1943.


Em que sentido há correlação entre a Teoria e o Coaching


Os estudos de Maslow se tornaram muito importantes para o desenvolvimento da metodologia de coaching, visto que a referida hierarquia de necessidades proposta por Maslow contribui para a compreensão das motivações comportamentais e sustenta a ideia de que nossas realizações ocorrem em etapas que dependem de autoconhecimento e esforço pessoal.


A metamotivação


Além disso, Maslow incluiu o termo metamotivação, para descrever a postura de pessoas que desejam melhorar constantemente, trazendo maior alinhamento com as razões do coaching.


Leia mais sobre a hierarquia de necessidades, motivação e personalidade


A teoria de Maslow foi totalmente expressa em seu livro de 1954, Motivation and Personality. Acesse a tradução através deste link.


A teoria de Maslow num filme que você conhece


Você já deve ter assistido ao filme “À Procura da Felicidade”, com atuação brilhante de Will Smith, interpretando a história real do empresário Christopher Paul Gardner. O filme fala sobre um pai de família que está buscando se destacar, mas passa por muitas situações difíceis e, no fim, ele consegue o seu sucesso.


É importante entendermos que no filme o protagonista passa por dois momentos: a fase das necessidades e a fase da autorrealização, mas o Christopher Gardner da vida real, tem um perfil claramente metamotivado, pois não parou de se desenvolver mesmo após alcançar estabilidade financeira padrão.


A pirâmide de Maslow vai mostrar que o ser humano é movido por necessidades: estima, amizade e amor, segurança e necessidades físicas, e por fim, autorrealização.


Tem a ver com Coaching por que tem a ver com pontos a e b...


Com o direcionamento de um coach, um indivíduo é capaz de entender em qual fase ele está vivendo e torna-se capaz para alcançar a fase da autorrealização, a fase onde o ser humano encontra satisfação plena na vida pessoal e profissional.


Assim como no filme “À Procura da Felicidade”, muitas vezes o ser humano está buscando a sua autorrealização, desejando dignidade, ou status, satisfação, crescimento pessoal e profissional.


O coaching é uma metodologia que consegue identificar o estado atual e conduzir o coachee à sua melhor performance.


Como ter uma boa compreensão sobre a pirâmide de Maslow


Para contribuir na vida de pessoas que desejam avançar nestes níveis de desenvolvimento, a formação em life coaching, que abre as metodologias do coaching, é eficaz no avanço pelas hierarquias de necessidade.


Se deseja transformar vidas, conheça agora essa formação com especialização em neurociência.

14 visualizações

Receba novidades gratuitamente

© 2018 por RicardoSanfer.