• Ricardo Sanfer

Coaching esportivo: como a prática ajudou um dos maiores fenômenos do futebol mundial

Atualizado: Jan 24

Em baixa após a Copa do Mundo de 2014, Cristiano Ronaldo foi um dos adeptos do coaching esportivo, e hoje ele rende 5 bilhões de dólares por ano.

O sonho de todo atleta de alta performance é disputar competições consagradas, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas.


Para um deles, esse sonho se tornou um pesadelo no ano de 2014. Mas graças ao chamado Coaching Esportivo, o atleta deu a volta por cima dois anos depois do mundial, e conquistou a Eurocopa de 2016 com a Seleção Portuguesa.


Estamos falando de Cristiano Ronaldo, uma das maiores estrelas do futebol mundial na atualidade.


Na Copa do Mundo do Brasil, em 2014, o atleta foi bastante criticado, principalmente devido à queda da seleção portuguesa ainda na primeira fase daquele mundial, além de ter ouvido constantes críticas da imprensa e dos torcedores.


Parecia o fim da carreira para um dos maiores astros do futebol mundial... ou seria apenas um recomeço?


Então o coaching esportivo entra no jogo


Foi aí que entrou o trabalho do coaching na vida do atacante.


Logo após o mundial, o trabalho com a coach Suzana Torres foi essencial para que ele pudesse recuperar o prestígio e, consequentemente, a autoestima.


O trabalho da profissional pautou-se em metas na carreira do atacante, no caso, voltadas à conquista da Eurocopa e da Premier League, um dos principais campeonatos da Europa.


Você pode se interessar em ler: Coaching esportivo está marcando gols.


Coaching esportivo trabalha conquistas paralelas


Aliadas a outros objetivos paralelos, tais como o aprendizado de idiomas, o atacante foi incorporando às suas práticas cotidianas, as lições orientadas por sua coach.


O primeiro objetivo foi alcançado e, logo após, o mais importante da carreira: ser campeão da Eurocopa.


O jogador não só atingiu o objetivo, como também foi artilheiro da competição daquele ano, o que o fez mencionar, nas entrevistas seguintes, a importância de se ter um coach esportivo na carreira de quem é atleta.


Mercado não para de crescer


Esse é um mercado que anda em franca expansão. Segundo a Business Review, em nível internacional, o mercado de coaching continua a crescer - o estudo da ICF de 2016 observou 53.300 treinadores em todo o mundo, um aumento de 12% em relação a 2012, e avaliou o setor em US $ 2,4 bilhões e em crescimento.


Além disso, de acordo com a PwC, a indústria de coaching foi o segundo setor de mais rápido crescimento no mundo.


A prática do coach esportivo, assim como em todas as ramificações do coaching, traz benefícios na carreira do atleta, entre eles, foco na performance absoluta, comprometimento com o resultado, melhora da autoestima e tomadas de decisão mais eficientes.


Se você tem interesse em se tornar coach, descubra nossa metodologia clicando neste link para acessar nossas aulas gratuitas.

16 visualizações

Receba novidades gratuitamente

© 2018 por RicardoSanfer.